Mundo

Trump cogita testemunhar em inquérito de impeachment

NOVA YORK, 18 NOV (ANSA) – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira (18) que “considera” a hipótese de testemunhar no inquérito de impeachment que tramita na Câmara dos Representantes.   

A declaração chega um dia depois de a mandatária da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, ter dito que o magnata poderia se explicar diretamente à Comissão de Inteligência, que comanda a investigação. “Mesmo que eu não tenha feito nada de errado, e sem dar credibilidade a esse processo mentiroso, eu gosto da ideia [de testemunhar] e vou considerar fortemente isso, para fazer o Congresso ficar focado de novo”, escreveu Trump no Twitter.   

O presidente é investigado por suspeita de abuso de poder ao ter pressionado o mandatário da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, a abrir um inquérito contra Joe Biden, seu possível rival na corrida pela Casa Branca em 2020.   

Depoimentos dados por diplomatas e ex-funcionários do governo indicam que os EUA condicionaram a liberação de uma ajuda militar de quase US$ 400 milhões a Kiev à abertura da investigação contra Biden, cujo filho, Hunter, foi conselheiro de uma empresa ucraniana de energia, a Burisma. (ANSA)