Tecnologia & Meio ambiente

Trump acusa redes sociais de “discriminação” política

Trump acusa redes sociais de “discriminação” política

Facebook, Google e Twitter, para não mencionar a mídia corrompida, são muuuuito do lado dos democratas da esquerda radical, Trump twittou anteriormente.

O presidente dos EUA, Donald Trump, acusou nesta terça-feira as redes sociais, incluindo o Twitter, sua mídia favorito, de “discriminação” contra usuários de direita.

“Parece que se alguém é conservador, se um é republicano, em certo grupo, há discriminação. Eu vejo isso no Twitter e no Facebook”, disse Trump na coletiva de imprensa conjunta com Jair Bolsonaro.

Mais cedo, Trump fez queixas similares no Twitter, onde, apesar de suas acusações de parcialidade, o presidente tem 59 milhões de seguidores.

“Temos que fazer algo. Tenho muitos, muitos milhões de seguidores no Twitter e é diferente do que costumava ser. Estão acontecendo coisas”, afirmou o presidente dos EUA.

O presidente atacou as plataformas on-line sobre como filtram e amplificam conteúdo.

Trump retomou seus ataques depois de retuitar a notícia de uma ação movida pelo congressista republicano Devin Nunes por 250 milhões de dólares em indenização, na qual ele alega que o Twitter esconde os comentários de usuários conservadores.

“Facebook, Google e Twitter, para não mencionar a mídia corrompida, são muuuuito do lado dos democratas da esquerda radical”, Trump twittou anteriormente.

Trump já acusou o Google de manipular os resultados de seu mecanismo de busca para o benefício da mídia esquerda.