Mundo

Trump acusa Hollywood de ‘racismo’ por filme de caçada humana

Trump acusa Hollywood de ‘racismo’ por filme de caçada humana

O presidente dos EUA, Donald Trump, fala com jornalistas na Casa Branca, Washington, em 9 de agosto de 2019. - AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou nesta sexta-feira a indústria de Hollywood de ser “racista”, em um ataque dirigido a um filme no qual integrantes das elites liberais caçam “gente comum” por esporte.

“Os liberais de Hollywood são racistas no mais alto nível, e com muita raiva e ódio”, tuitou Trump.

“O filme que está por sair foi feito para incendiar e provocar caos”, declarou o presidente, sem citar diretamente “The Hunt”.

O filme, com estreia prevista para o próximo mês, foi definido como uma sátira ultra-violenta sobre a profunda divisão política nos Estados Unidos, e já provocou polêmica ao ter sua publicidade retirada do ar após os massacres no Texas, Ohio e Califórnia.

Em “The Hunt”, pessoas capturadas em tradicionais bastiões republicanos do sul dos Estados Unidos despertam em um campo desconhecido, cercados por caçadores de filiação liberal cujo objetivo é matá-los.

“Eles criam sua própria violência e depois tentam culpar os outros. Eles são os verdadeiros racistas e fazem muito mal ao nosso país”, denunciou Trump.

O filme, estrelado por Hilary Swank e Betty Gilpin, a princípio tinha o título de “Red State vs. Blue State” (“Estado Vermelho vs. Estado Azul”), uma referência às cores que identificam os partidos Republicano e Democrata, respectivamente.

“The Hunt”, da Universal e da produtora especializada em filmes de terror Blumhouse Productions, tem estreia prevista para o dia 27 de setembro nos Estados Unidos.

O ataque de Trump a Hollywood ocorre após aos tiroteios que deixaram 31 mortos no final de semana em El Paso, Texas, e Dayton, Ohio.

O atirador de El Paso publicou antes do ataque um manifesto contra a invasão dos ‘hispânicos” no Texas.