Esportes

Triste por eliminação, Equador lamenta chances perdidas em eliminação

A seleção equatoriana admitiu decepção com a sua campanha na Copa América, encerrada nesta segunda-feira, após o empate diante do Japão, por 1 a 1, no Mineirão, pela terceira rodada do Grupo C. O time precisava da vitória para obter uma vaga nas quartas de final.

“Nós ficamos tristes pela eliminação. É bonito marcar gol, mas não serviu de muita coisa. Nós vamos com essa amargura de não poder continuar”, disse Ángel Mena, jogador do León do México, autor do gol da sua seleção diante dos japoneses.

Para ele, o Equador apresentou evolução após a derrota por goleada para o Uruguai, embora tenha deixado a Copa América com apenas um ponto somado. “O time realmente conseguiu manter o espírito forte, apesar do duro golpe sofrido na primeira partida (4 a 0 diante do Uruguai). Para o segundo (derrota por 2 a 1 para o Chile), tivemos força e demonstramos o que a equipe poderia render”, afirmou Mena.

Já o técnico colombiano Hernán Darío Gómez exaltou o espírito de luta dos seus jogadores, embora tenha avaliado que as chances de gol perdidas nesta segunda-feira no Mineirão foram preponderantes para a eliminação. “O time fez uma boa partida. Tivemos oportunidades que não convertemos em gol. O que nos deixa satisfeitos foi a atitude, pois lutamos até o fim”, disse,

O zagueiro Arturo Mina teve opinião parecida. Ele gostou do desempenho contra os asiáticos, mas reconheceu os erros nas finalizações. “Tivemos mais domínio do jogo. Eles chegaram duas ou três vezes”, disse o jogador do Malatyaspor, da Turquia. “Lutamos até os 45 minutos do segundo tempo pela vitória. Só nos resta seguir trabalhando.”

Com apenas um ponto, o Equador foi o lanterna do Grupo C da Copa América.