Cultura

Tribunal francês confirma arquivamento de processo contra o cineasta Luc Besson

Tribunal francês confirma arquivamento de processo contra o cineasta Luc Besson

Os promotores pediram o arquivamento do processo contra o cineasta Luc Besson - AFP

O tribunal de apelações de Paris confirmou nesta terça-feira o arquivamento do processo aberto contra o cineasta Luc Besson, que foi acusado de estupro em 2018 pela atriz Sand Van Roy.

“O tribunal confirmou a inocência de meu cliente (…) Luc Besson lamenta os quatro anos perdidos”, declarou o advogado Thierry Marembert.


Mas o advogado da atriz holandesa-belga disse que apresentará um recurso à Corte de Cassação, a principal jurisdição da França.

A atriz apresentou uma denúncia por estupro em maio de 2018 contra o produtor e diretor francês, um dia depois de uma reunião com ele em um hotel de luxo da capital francesa.

A Promotoria arquivou as denúncias em 2019, considerando que não foi possível “caracterizar a infração denunciada”.

Dois meses depois, Van Roy denunciou outros estupros e agressões sexuais cometidas, segundo ela, durante dois anos de relação de “caráter profissional”, pelo diretor de “O Quinto Elemento”.

Um juiz francês arquivou o caso em dezembro de 2021 e os promotores pediram o arquivamento em abril.

Besson admitiu que teve uma relação com Van Roy, que teve papéis pequenos em seus filmes “Taxi 5” e “Valerian e a Cidade dos Mil Planetas”.

Mas sempre negou as acusações, que em 2019 chamou de “mentira de A a Z”.

Ao menos outras três mulheres denunciaram Besson por assédio sexual, mas ele sempre negou todas as acusações.