Geral

Três pessoas ainda estão nos escombros de prédio de 4 andares que desabou no Rio


Um prédio residencial de quatro andares em Rio das Pedras, zona oeste do Rio de Janeiro, desabou na madrugada desta quinta-feira, 3, e deixou feridos. Segundo os Bombeiros, três pessoas ainda estão nos escombros – entre elas, uma criança. Outras três foram levadas para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

Cães farejadores auxiliam os oficiais no resgate.

Moradores relatam ter ouvido “estalos” por volta das 2h e, mais tarde, “muito fogo”. Os bombeiros do quartel de Jacarepaguá foram acionados às 3h22 para a ocorrência na esquina da Rua das Uvas com a Avenida Areinha.

Outros quatro quartéis – Alto da Boa Vista, Barra, Magé e São Cristóvão – dão apoio à operação de resgate. Em meio ao desabamento, um incêndio também precisou ser contido no local.

Além dos bombeiros, estão no local equipes da Secretaria de Assistência Social e da Defesa Civil, além da Guarda Municipal. Prédios vizinhos também foram afetados.

A região de Rio das Pedras é conhecida como um dos lugares com maior atuação das milícias cariocas. Os prédios daquela área costumam ser construídos de maneira irregular, como foi o caso do edifício que desabou e deixou 24 mortos na comunidade da Muzema, ali perto, em 2019.

Apesar disso, ainda não há a confirmação sobre a suposta irregularidade na construção do prédio que desabou nesta quinta-feira.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago