Esportes

Três duplas do Brasil avançam de fase nas disputas do Mundial de Vôlei de Praia

Três duplas do Brasil, sendo uma no naipe feminino e outras duas no masculino, avançaram de fase nesta quinta-feira em disputas do Mundial de Vôlei de Praia, que está sendo realizado em Hamburgo, na Alemanha. Entre as mulheres, apenas a parceria formada por Fernanda Berti e Bárbara Seixas se manteve viva na competição, na qual passaram às quartas de final. Já entre os homens, André/George e Alison/Álvaro Filho foram às oitavas de final.

Adversárias em 2015, quando se enfrentaram na decisão do Mundial de Vôlei de Praia na Holanda, Fernanda e Bárbara seguiram no torneio ao baterem as alemãs Borger e Sude por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 10/21, 21/17 e 15/11.

“No primeiro set nós precisamos nos concentrar no básico, especialmente no passe, que estávamos com dificuldades. O vento complicou muito, estava variando e foi difícil nos adaptar a isso. Este foi o primeiro jogo nosso na quadra central então ainda não estávamos com as referências. A partir do segundo set conseguimos por em prática nossa tática, e a Fernanda foi muito bem, me ajudou demais. Nós conseguimos impor o nosso ritmo de jogo e isso nos levou à vitória”, comemorou Bárbara após o triunfo.

Na próxima fase, que valerá vaga nas semifinais, a dupla brasileira enfrentará as suíças Betschart e Hüberli, nesta sexta-feira, às 7h30 (horário de Brasília). O time suíço avançou, por sua vez, ao eliminar as brasileiras Ana Patrícia e Rebecca com um triunfo por 2 sets a 1, de virada, 19/21, 21/15 e 15/12.

“Esse foi nosso terceiro jogo contra elas, e tínhamos vencido os dois anteriores. Hoje não jogamos bem, cometemos muitos erros, principalmente no segundo set, o que complicou um pouco o jogo. Estou orgulhosa do nosso time. Uma derrota não mancha nem define o que somos. É um aprendizado, a dor ensina muito. Acho que lá na frente essa derrota nos trará conhecimento”, afirmou Ana Patrícia.

A dupla formada por Ágatha e Duda também foi eliminada nesta quinta-feira do Mundial. Elas foram superadas pelas russas Kholomina e Makroguzova por 2 sets a 1, com parciais de 22/20, 18/21 e 22/20. “O jogo foi muito difícil. Não conseguimos nos encontrar no primeiro set. No tie-break os dois times estavam trocando bolas, muito acirrado. As russas jogaram muito bem, não conseguimos dar o nosso melhor”, lamentou Agatha.

MASCULINO – Nas disputas masculinas do dia, que viveu a fase anterior às oitavas de final, o Brasil teve duas duplas avançando e outras duas sendo eliminadas. André, atual campeão, e o parceiro George se garantiram nas oitavas com uma vitória sobre Samoilovs e Smedins, da Letônia, por 2 sets a 1, de virada, com 17/21, 21/15 e 17/15.

“Estou muito feliz com essa vitória, foi um jogo muito difícil. Mas a partir desta fase não há jogo fácil. Acho que jogamos um cobrindo o outro, essa foi a nossa diferença. Jogamos como um time. Acreditamos o tempo todo que poderíamos ganhar a partida”, destacou George.

Os brasileiros chegaram a salvar um match point no tie-break do terceiro set antes de conquistar o triunfo, que os credenciou a encarar na próxima fase os poloneses Bryl e Fjalek. “Eu tive muita dificuldade na virada de bola no início do primeiro set. Percebi o que eles estavam fazendo, a marcação deles, o modo como estavam sacando então tentamos fazer umas bolas diferentes. Eu troquei de posição com o George e isso ajudou muito. Ele virou as bolas dele e acabou confundindo o adversário, e isso ajudou nesta vitória. Espero que a gente consiga manter o que estamos fazendo agora. Brigar por cada ponto”, comentou André.

Outra dupla do Brasil classificada para as oitavas de final, Alison/Álvaro Filho superou Sam Pedlow e Sam Schachter, do Canadá, por 2 sets a 0 (21/18 e 21/14). E agora terá pela frente os alemães Thole e Wickler na luta por vaga nas quartas.

“Os canadenses têm um saque bom, é um time que joga muito taticamente. Eles estão crescendo muito nas últimas temporadas. Nossa preocupação foi mais em manter nossa virada de bola e pressionar no saque e bloqueio. Temos um time forte pela frente na próxima fase. Vamos descansar o resto do dia hoje”, comentou Alison.

O Brasil, porém, não comemorou apenas triunfos neste dia do torneio masculino do Mundial. Evandro e Bruno Schmidt acabaram sendo eliminados pelos norte-americanos Slick e Allen com uma derrota por 2 sets a 0 (21/19 e 21/18), enquanto Pedro Solberg e Vítor Felipe caíram diante de Plavins e Tocs, da Letônia, também por 21/19 e 21/18.