TRE de Pernambuco suspende campanhas de rua

Crédito: Divulgação

Deputada perdeu a disputa para a prefeitura de Recife para seu primo, João Campos (PSB-PE) (Crédito: Divulgação)


Às vésperas da eleição, o TRE de Pernambuco mudou as regras do jogo e suspendeu todos os atos de campanha de rua, desde comícios, bandeiraços e até caminhadas, por conta da pandemia. Ocorre que a Covid está em queda no estado e mesmo assim foi o único do País a sofrer essa restrição. O tribunal eleitoral teria extrapolado suas funções.

A decisão afetou campanhas em Recife, prejudicando candidatos em ascensão, como Marília Arraes. O TRE-PE deliberou no mesmo dia em que o Ibope divulgou que a petista cresceu de 14% para 18%, aproximando-se de João Campos (PSB), que caiu de 33% para 31%. O PT vê o dedo do PSB na medida do tribunal. Os dois devem ir ao segundo turno.

Saiba mais
+ Homem acusado de matar a mãe e a tia é retirado de audiência por miar
+ Receita fácil de cupcakes para comemorar o Halloween
+ As 20 Picapes mais vendidas em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Sprinter vira motorhome completo; conheça o modelo
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.