Economia

Travessia clandestina e legal, lado a lado

O transporte pirata de cargas e passageiros é outra ameaça à economia da Amazônia. Na fronteira de Rondônia com Bolívia, entre as cidades de Guajará-Mirim e Guayaramerín, um porto ilegal funciona em um barranco a poucos metros da travessia oficial. Passageiros, gasolina e até drogas e armas são trazidos de forma clandestina para o lado brasileiro.

Empresários que operam na travessia oficial queixam-se que o transporte ilegal derrubou em 40% o movimento de passageiros. “A concorrência ilegal cresce cada vez mais. Eles estão vendo que é bom um negócio porque não trazemos passageiros de lá, só levamos”, reclama Oscar Daniel Milán Franco, administrador da travessia e dono da Aquavia, uma das seis empresas que operam no trecho. Ele diz ter denunciado o caso a autoridades, sem retorno.

Mesmo na travessia oficial, a fiscalização é frágil. A reportagem cruzou a fronteira em junho e o scanner do posto da Receita Federal, destruído na enchente de 2015 e reinaugurado em maio, não estava funcionando.

Autoridades reconhecem dificuldades para fiscalizar os 364 km de fronteira fluvial com a Bolívia. Adalberto Tokarski, diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, afirma que a agência tem fiscalizado a área oficial. Mondardo Júnior, superintendente da Receita na 2.ª Região Fiscal, afirma que o órgão tem feito operações regulares para coibir o contrabando, que resultaram em apreensões de R$ 800 mil em mercadorias no primeiro semestre. Por meio de nota, a Marinha informou que recebeu denúncias sobre a travessia ilegal e que a Agência Fluvial de Guajará-Mirim tem feito inspeções no local, com a Polícia Federal e a Receita. “Desde então, não foram recebidas outras denúncias”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


+ Advogada é morta e tem corpo carbonizado no Rio de Janeiro
+ Morre Liliane Amorim, influencer de Juazeiro do Norte, após complicações da realização de lipoaspiração

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+ KTM lança a nova e espetacular 1290 Super Adventure S
+ 7 tendências de design de interiores que vão bombar em 2021
+ Chef revela o segredo de como fazer ovos mexidos cremosos de hotel
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!l
+ Boletim médico de apresentador da RedeTV! indica novo sangramento no cérebro
+ Yamaha se despede da SR 400 após 43 anos de produção