A tecnologia vem ganhando cada dia mais espaço na construção civil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o setor cresceu 9,7% em 2021, e a digitalização possui grande influência nesse processo, se tornando a maior tendência no segmento por permitir ampla produtividade, otimização de resultados e simplificação dos processos.

A digitalização na construção civil leva benefícios a todos os públicos envolvidos no setor, como é o exemplo da iniciativa da Construtech lançada em 2020 pela Saint-Gobain, e que hoje é uma joint venture do grupo com a ArcelorMittal, que promove interações entre os mais diversos atores do segmento, tais como fabricantes, revendedores, engenheiros, arquitetos, instaladores, pedreiros, pintores e demais profissionais especializados, em uma plataforma on-line e um aplicativo que oferecem mais de 100 cursos de capacitação em diversos segmentos da construção com certificados disponíveis gratuitamente, contribuindo com a qualificação individual e a transformação digital do setor.

O Parceiro da Construção conta com mais de 140 mil profissionais ativos, 3,9 milhões de visualizações na websérie ‘Se Liga, Parceiro!’ e mais de 90 mil leitores não newsletter.

O Toca Obra, plataforma da Saint-Gobain de vendas digitais do segmento de reforma e construção, é outro impulsionador dessa digitalização, atuando como um marketplace multimarcas, que reúne cerca de 100 mil ofertas de produtos de centenas de pequenos e médios varejistas da construção de todo o Brasil. O propósito do site é tornar a obra mais fácil, rápida e digital, conectando os lojistas regionais aos milhares de clientes do site.

“A modernização na construção civil traz inúmeras vantagens, e nós da Saint-Gobain seguimos sempre empenhados nesta transformação digital e inovação do setor, desenvolvendo projetos a fim de ampliar ainda mais os serviços para o ecossistema da construção, oferecendo maior capacitação, automatização nos sistemas e fluxo de trabalho, minimizando custos, desperdícios ou retrabalhos” afirma Camilo Leles, Gerente de Comunicação e Marketing Digital.

Aumento na produtividade

Um exemplo disso é o Sienge Plataforma, software da empresa catarinense Softplan, conta com mais de 5.000 clientes nessa área, e vem proporcionando uma gestão digital especializada para as construtoras e incorporadoras. A ferramenta é um integrador de soluções em tecnologia, gerenciando cada etapa da obra, de maneira customizável, de acordo com a necessidade do cliente, proporcionando otimização de tempo e recursos, garantindo previsibilidade e contribuindo, assim, para a saúde financeira das empresas.

Assine nossa newsletter:

Inscreva-se nas nossas newsletters e receba as principais notícias do dia em seu e-mail

Segundo dados da Softplan, por meio do Sienge Plataforma, a transformação digital aumentou em 60% a produtividade das empresas do setor ao mesmo tempo em que os trabalhos são realizados por times 30% menores. Ou seja, é possível produzir mais com menos pessoas, o que garante uma alta eficiência operacional.

Analisando os números que representam impactos reais para a sociedade, as empresas que adotam tecnologias como o Sienge Plataforma constroem empreendimentos 50% mais rápido, em quantidade duas vezes maior em relação a outras construtoras, e com custo do metro quadrado 34% mais barato. O mercado passa a ter mais ofertas de qualidade a preços mais competitivos.

Somente no software, trafegam dados que totalizam anualmente R$ 350 bilhões em valor geral de vendas, além de R$ 48 bilhões em insumos transacionados. Em termos de gestão de obras em andamento, são mais de 10 mil, que contam com mais de 350 mil trabalhadores. Em 2022 a unidade da indústria da construção da Softplan cresceu 31% e, para esse ano, pretende manter o mesmo patamar de crescimento. Além disso, a companhia pretende realizar novas aquisições e consolidar o Sienge como maior ecossistema de tecnologia para este segmento.


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias