Geral

Touro solto em avenida fere duas pessoas e ataca viaturas em Campo Grande

Crédito: Reprodução/ TV Morena

Um touro descontrolado foi parar no meio de um cruzamento e atacou duas pessoas na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, nesta quarta-feira (12). A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para conter o animal. As informações são do jornal Campo Grande News.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o touro estava no local desde a meia-noite desta quarta-feira. No começo da madrugada, ele havia sido contido por uma equipe da corporação e amarrado em uma árvore até que o dono fosse localizado.

No entanto, uma pessoa ainda não identificada passou pelo local e cortou a corda que amarrava o animal. Em seguida, o touro atacou uma motociclista. Ela foi socorrida e encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

O local onde estava o animal foi isolado. Porém, um idoso furou o bloqueio e também acabou sendo atacado pelo touro. Duas viaturas, uma do Corpo de Bombeiros e outra da Polícia Militar, foram danificadas.

A confusão só terminou por volta das 7h, quando o Corpo de Bombeiros conseguiu imobilizar o animal, que teve as patas amarradas. O Centro De Controle De Zoonoses (CCZ) foi acionado para fazer o transporte do touro. O dono ainda não foi localizado.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ 10 coisas que os pais fazem em público que envergonham os filhos
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel