Esportes

Tour de France: Tadej Pogacar é o campeão; Bennet, o melhor sprinter

Esloveno de 21 anos completa a última etapa e consagra-se como o mais jovem Camisa Amarela do Tour de France em 116 anos. Irlândês Sam Bennet fica com a camisa verde 

Tour de France: Tadej Pogacar é o campeão; Bennet, o melhor sprinter

Terminou neste domingo, após a última etapa em plano com chegada em Paris, o Tour de France-2020, que coroou o esloveno Tadej Pogacar (da equipe Emirates) como o campeão, camisa amarela. O garoto de 21 anos surpreendeu o mundo do ciclismo ao conseguir inverter, na etapa de sábado (um contrarrelógio de 36km), a vantagem de 57s do compatriota Primoz Roglic (Jumbo Visma) e colocar 59s de vantagem para se tornar o segundo mais jovem vencedor do Tour, (e o mais jovem dos últimos 116 anos). O vencedor da etapa foi o irlandês Sam Bennet, que terminou como o campeão entre os sprinters (camisa verde).

– Uma loucura. Estou muito feliz e quero agradecer os companheiros de minha equipe. Foi um tour realmente fantástico. Se eu tivesse ficado em segundo lugar, ou mesmo em último, já seria muito legal dizer que eu disputei o Tour de France. Mas cheguei ao topo do topo. Não tem alegria maior. – disse Pogacar.

Pogacar também levou outras duas camisas: a de melhor ciclista jovem (até 25 anos, branca) e a de melhor montanhista (camisa branca com bolinhas vermelhas). A camisa verde ficou com o irlandês Sam Bennet (Quick Step). A equipe campeã (pela quinta vez seguida) foi a Movistar e o mais combativo foi o suíço Marc Hirschi.

Como é tradicional, a última etapa é plana com chegada nos Champs Élysées. Assim, os atletas completam o percurso em bloco e sem diferença de tempo. Por isso, a disputa conta apenas para os velocistas (camisa verde, por pontos). Já os ciclistas que disputam a classificação geral (por tempo, camisa amarela), quando entram nos arredores de Paris, apenas passeiam, conversam entre si, tiram fotos e até bebem champanhe enquanto pedalam, o que já vale como início de brindes e festejos para o ciclista que entra nesta etapa como líder geral e apenas com uma obrigação: completar a prova, o que Pogacar fez com os pés nas costas.

A Prova

Pogacar – que nesta segunbda-feira faz aniversário e chega aos 22 anos – passou a etapa recebendo os cumprimentos de sua equipe e dos rivais e puxou o pelotão na entrada de Paris até a primeira passada dos Champs Élysées, a 60km para o fim e quando a competição para os sprinters começa para valer. A única camisa que ainda estava em jogo era a de pontos, verde. Líder, Sam Bennet apenas precisava administrar a vantagem que tinha para Peter Sagan no sprint intermediário e no sprint final. No primeiro, Sam Bennet cruzou na frente de Sagan, já assegurando a camisa verde sem a necessidade de esperar o sprint final, já que manteve os 55 pontos de diferença (o sprint intermediário dá 20 pontos para quem cruza em primeiro e o sprint de chegada, 50 pontos ao vencedor).

Com todos os campeões definidos, restava apenas saber quem venceria a etapa (uma das mais tradicionais para os velocistas). Sam Bennet se posicionou na reta final à direita e fez um sprint vencedor, deixando o dinamarqueês Mads Pedersen (Trek) em segundo lugar. Peter Sagan ficou em terceiro e deu os cumprimentos ao ex-companheiro de Bora que evitou o octacampeonato entre os sprinters para o eslovaco.

O tempo do vencedor foi de 2h53m52s. Bennet, venceu duas das 21 etapas do Tour e quebrou um jejum: antes de 2020 ele jamais tinha sido o Top1 de etapas na França.

– Não poderia ter um fim melhor. Entrei com a camisa verde e consegui vencer a etapa que pode ser considerada um campeonato mundial – disse Bennet. durante anos foi gregrário de Sagan e em 2020 destronou o Rei dos Sprints.

Classificação geral (Camisa amarela)

1 – Tadej Pogacar (Eslovênia/Emirates)…. 87h20m05s (campeão)
2 – Primoz Roglic (Eslovênia/Jumbo) + 59s
3 – Richie Porte (Austrália/Tr5ek) + 3m30s
4 – Mikel Landa (Bahrain/McLaren) + 5m58s
5 – Enric Mas (Espanha/Movistar) + 6m07s
6 – Miguel A. López (Colômbia/Astana) + 6m47s
7 – Tom Dumoulin (Holanda/Jumbo) + 7m48s
8 – Rigoberto Uran (Colômbia/EF) + 8m02s
9 – Adam Yates (Grã-Bretanha/Mitchelton) + 9m25s
10 – Damiano Caruso (Itália/Bahrain) + 14m03s

Classificação por pontos (Camisa Verde)

Sam Bennet (Irlanda/Quick Step) – 380 pontos
Peter Sagan (Eslováquia/Bora) – 284
Matteo Trentin (Itália/CCC) – 260
Bryan Coquards (França/ Vital) – 181
Wout Van Art (Bélgica/Jumbo) – 170

Classificação dos Montanhistas (Camisa com Bolinhas)

1 – Tadej Pogacar (Eslovênia/Emirates) – 82 pontos
2 – Richard Carapaz (Equador/Ineos) – 74
3 – Primoz Roglic (Eslovênia/Jumbo) – 67
4- Marc Hischi (Suíça/Sunweb) – 62

Classificação por equipes

1 – Movistar (Espanha)
2 – Jumbo Visma (Holanda)
3 – Bahrain (Bahrein)

Classificação de Melhor jovem (Camisa branca)

1 – Tadej Pogacar (Eslovênia/Emirates) – 87h20m05s
2 – Enric Mas (Espanha/Movistar) + 6m07s
3 – Valentin Madouas (França/FDJ) + 1h42m22s

Ciclista mais combativo

Marc Hirschi (Suíça/Sunweb)

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar