Esportes

Torrent pede ‘tempo’ no Flamengo e alerta: ‘Parece que estamos em um ritmo muito mais baixo’

Técnico rubro-negro justificou a derrota acachapante desta quarta-feira, diante do Atlético-GO, em cima do quesito físico. Próximo jogo será neste sábado, em Curitiba

Torrent pede ‘tempo’ no Flamengo e alerta: ‘Parece que estamos em um ritmo muito mais baixo’

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

O Flamengo entrou em campo para a segunda rodada do Campeonato Brasileiro e conheceu a sua segunda derrota. Além do revés por 3 a 0 nesta quarta-feira, diante do Atlético-GO, no Estádio Olímpico, o Rubro-Negro carioca foi atropelado taticamente e apresentou diversas falhas ao longo da peleja.

> Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Após o confronto, Domènec Torrent, que já é alvo de cornetas por parte da torcida, justificou o duro golpe sofrido em Goiânia. Ele pediu “tempo” para afinar o trabalho e destacou o “ritmo muito mais baixo” que os rivais:

– Jogamos depois de 24 dias, parece que estamos na pré-temporada, um ritmo muito mais baixo, os outros em um ritmo mais alto, mas trabalharemos para fazer uma equipe vencedora. Certamente venceremos novamente. Eu preciso de tempo, os jogadores precisam de tempo. Não para jogar com Dome como técnico, mas para estarem melhor fisicamente, jogarem mais jogos e voltarem a vencer – falou Torrent, completando sobre a sequência de partidas:

– Não é normal. O Flamengo é vencedor, ganhou quase tudo. Eu sou vencedor. Não me lembro de perder dois jogos seguidos, mas acontece algumas vezes no futebol. Por quê? Porque as ligas não são as mesmas, algumas equipes fazem mais jogos que você, e não é fácil. Temos que ter mais ritmo, mais treinamentos e jogar em um ritmo alto. Estamos trabalhando duro para isso. Não é fácil. Todos os times estão muito bem preparados para vencer equipes como a do Flamengo.

Dome ainda destacou as nuances táticas desta noite (a mais criticada ocorreu por conta da opção de Rodrigo Caio na lateral direita para iniciar a partida):

– Não jogamos com quatro zagueiros: Rodrigo, Gustavo, Léo e Filipe. Um volante, dois meias e três atacantes. Começamos no 4-3-3 e na segunda parte no 4-2-3-1. Quando perdemos, perdemos todos. Não só um jogador. Perdemos o técnico e os jogadores. Eles ganharam a segunda bola, jogaram em um ritmo mais alto.

O próximo jogo do Flamengo será diante do Coritiba, neste sábado, às 19h30, no Couto Pereira. Atual lanterna, o time de Domènec Torrent irá em busca dos primeiros pontos no Brasileirão.

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea