Mundo

Torre de Pisa é reaberta ao público após quase 3 meses

ROMA, 30 MAI (ANSA) – Fechada desde março devido à pandemia do novo coronavírus, a Torre de Pisa, um dos monumentos mais famosos da Itália, reabriu suas portas ao público neste sábado (30), porém com adaptações para evitar aglomerações.   

Os dois primeiros visitantes foram Roberto e Matilda, pai e sua filha de 10 anos, naturais de Pisa. Logo depois, cerca de duas horas após a abertura dos portões, pelo menos 60 ingressos já haviam sido vendidos. A entrada na torre pendente já acontecia mediante reserva e com horário marcado, mas o limite de turistas em cada grupo diminuiu de 35 para 15. Agora, os visitantes ganham dispositivos eletrônicos que emitem sinais visuais e sonoros para advertir quem não respeitar a distância interpessoal mínima de um metro.   

O uso de máscaras é obrigatório.   

O acesso também será contingenciado nas outras atrações da Piazza dei Miracoli, como a Catedral de Pisa (150 visitantes por vez), o Museu dell’Opera del Duomo (100), o Batistério (100) e o Camposanto (250).   

Para Pierfrancesco Pacini, presidente da Opera della Primaziale Pisana, organização que administra o monumento, este “é um dia muito importante”, porque “o retorno dos visitantes ao complexo artístico é um apoio à recuperação, também econômica, da cidade”.   

“Reabrir museus e arte ao público é uma mensagem de esperança que queremos enviar daqui, da praça que representa a beleza, essa beleza que salvará o mundo”. (ANSA)

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior