Esportes

Torcedores do Corinthians entoam cânticos homofóbicos no Majestoso, e clube faz alerta no sistema de som

Wilton Pereira Sampaio comunicou o quarto árbitro sobre os gritos na Neo Química Arena

Torcedores do Corinthians entoam cânticos homofóbicos no Majestoso, e clube faz alerta no sistema de som

Torcedores do Corinthians entoaram cânticos homofóbicos antes e durante o empate por 1 a 1 com o São Paulo, na Neo Química Arena, em jogo pelo Campeonato Brasileiro.


> GALERIA – Relembre a sequência invicta do Corinthians contra o São Paulo na Neo Química Arena

Com os jogadores de ambos times no aquecimento, a torcida corintiana começou com o coro: “Vai pra cima delas Timão, da bich…..”. Também foi possível escutar: “Vamos! Vamos Corinthians! Que essa bic…, teremos que ganhar”.

Em outros momentos da partida, a Fiel repetiu os cânticos homofóbicos. Os locutores da Neo Química Arena, por meio do sistema de som do estádio, pediram para os torcedores pararem com os gritos, reforçando que o clube alvinegro poderia ser punido.

Aos cinco minutos do segundo tempo, o árbitro Wilton Pereira Sampaio paralisou a partida e comunicou o quarto árbitro, Lucas Canetto Bellote, sobre os gritos da torcida.

TABELA – Confira e simule os jogos do Timão no Brasileirão

Em agosto de 2019, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) determinou que os clubes poderão ser punidos com perda de pontos em casos de gritos homofóbicos entoados nos estádios. Assim como fora do universo do futebol, os atos de preconceito serão enquadrados como uma atitude indisciplinar.

Com o empate, o Corinthians segue sem perder para o São Paulo na Neo Química Arena. A equipe de Vítor Pereira permanece na ponta do Brasileirão, com 13 pontos. O Tricolor, com 11 pontos, ocupa o 6º lugar.