Esportes

Tóquio 2020 terá custo adicional de mais de R$ 13 bilhões

Tóquio 2020 terá custo adicional de mais de R$ 13 bilhões

SÃO PAULO, 4 DEZ (ANSA) – O comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que foram adiados em um ano por causa da pandemia do novo coronavírus, revelou que haverá um custo adicional de 267 bilhões de ienes (cerca de R$ 13,2 bilhões).

Os organizadores da competição explicaram que os gastos adicionais foram ocasionados pelo adiamento das Olimpíadas e pelo investimento para assegurar todas as medidas de saúde.

Além disso, o custo final do evento esportivo poderá ser ainda maior, já que é previsto um orçamento de reserva avaliado em R$ 1,3 bilhão.

O valor adicional dos custos dos Jogos será dividido entre o governo do Japão, a prefeitura de Tóquio e o comitê da competição.

Nesta quinta-feira (3), os organizadores das Olimpíadas informaram que reembolsaram 18% do total dos ingressos vendidos no Japão. Eles ainda não descartaram a possibilidade de vender os bilhetes novamente.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Os Jogos de Tóquio estão programados para acontecer entre os dias 23 de julho e 8 de agosto de 2021 e os Jogos Paralímpicos de 24 de agosto a 5 de setembro. (ANSA).

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel