Economia

Títulos de dívida já representam 42,9% do crédito ampliado a setor não financeiro

O chefe do departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, destacou nesta sexta-feira, 25, o dinamismo dos títulos de dívida em relação às operações de empréstimo, ao se considerar os dados do crédito ampliado ao setor financeiro. O estoque total do crédito ampliado no Brasil chegou a R$ 10,039 trilhões em setembro, sendo que os títulos de dívida representam 42,9% desse total, enquanto empréstimos e financiamentos respondem por 35,7%.

Além disso, nos últimos 12 meses o estoque de títulos de dívida cresceu 13,3%, enquanto o estoque de empréstimos e financiamentos aumentou 5,9%.

O dinamismo dos títulos é ainda maior ao se considerar apenas os saldos de famílias e empresas (excluindo as operações do governo).

Nesse caso, o estoque de títulos de dívida cresceu 29,1% nos últimos 12 meses, enquanto o saldo de empréstimos e financiamentos aumentou 6,1%.