Esportes

Título do Santos na Copa do Brasil completa 10 anos, e Léo classifica semifinal como jogo marcante

Peixe garantiu o seu lugar na decisão após reverter derrota para o Grêmio no primeiro jogo com três golaços; na final, o Alvinegro Praiano bateu o Vitória

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O torcedor do Santos se recorda com muito carinho do ano de 2010. Além da conquista do Campeonato Paulista, em maio, três meses depois o time conquistou a Copa do Brasil pela primeira vez na história.

A equipe que encantou o Brasil naquela temporada contava com um ataque poderoso formado pelo trio Neymar, Robinho e André, além de um meio-campo com Arouca, Wesley e Paulo Henrique Ganso.

Com tantos garotos, um dos responsáveis por levar a experiência ao time era o lateral-esquerdo Léo, campeão brasileiro com o Peixe em 2002 e que no ano anterior havia retornado ao Alvinegro Praiano após três temporadas e meia atuando pelo Benfica (POR).

Embora a campanha em questão tivesse momentos marcantes, como as goleadas por 10 a 0 contra o Naviraiense e 8 a 1 contra o Guarani, na Vila Belmiro, e até mesmo as duas partidas finais contra o Vitória, o ex-jogador classifica a segunda partida da semifinal, contra o Grêmio, no estádio Urbano Caldeira, como “momento chave” da conquista.

Na ocasião, o Peixe havia perdido por 4 a 3 em Porto Alegre, nos primeiros 90 minutos e time terminou o primeiro tempo do segundo jogo empatando em 0 a 0, mesmo precisando de apenas um gol para se classificar à final. Na etapa complementar, com três golaços, marcados por Ganso, Robinho e Wesley, o Alvinegro Praiano bateu o Tricolor Gaúcho por 3 a 1 e carimbou o seu passaporte à decisão.

– Eu acho que a semifinal contra o Grêmio foi o momento chave. Perdemos em Porto Alegre, as fizemos três gols fora de casa, fazendo com que a vitória na Vila por 3 a 1 nos garantisse a decisão – disse Léo com exclusividade ao LANCE!.

Léo

Léo é um dos maiores ídolos da história do Santos (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

Dentro do alçapão

A Vila Belmiro foi um grande trunfo santista naquela campanha. O time fez cinco das 11 partidas na sua casa e venceu todas, marcando 66% diante dos seus torcedores.

– A Vila Belmiro sempre teve um peso fundamental nas campanhas do Santos. Em 2010 não foi diferente. Ganhamos todos os jogos em casa naquela campanha, alguns deles de goleada – afirmou o ex-lateral.

No total, o Santos venceu sete partidas e perdeu quatro naquele campeonato. Na segunda fase, o Peixe venceu o Remo por 4 a 0, fora de casa, eliminando a segunda partida, que teria mando santista, por conta do regulamento da época.

Das oitavas de final até a decisão, o Alvinegro Praiano perdeu todos os jogos fora dos seus domínios, garantindo as classificações e, consequentemente, o título atuando no seu estádio.

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea