Esportes

Tite acena com mudanças na Seleção e faz críticas às condições do gramado do Nilton Santos

Treinador diz que condições do gramado do estádio põem em risco atletas. Equipe 'manterá sua engrenagem' no confronto com a Colômbia nesta quarta-feira, às 21h

Tite acena com mudanças na Seleção e faz críticas às condições do gramado do Nilton Santos

Tite acena com mudanças na Seleção e faz críticas às condições do gramado do Nilton Santos


O técnico Tite deu algumas pistas sobre a maneira como a Seleção Brasileira entrará em campo nesta quarta-feira, diante da Colômbia, às 21h. Em entrevista coletiva nesta terça ao lado do auxiliar César Sampaio, o comandante canarinho indicou que o torcedor poderá esperar mudanças no duelo a ser realizado no Nilton Santos, pela quarta rodada na Copa América.

+ Manchester United está perto de acerto com o Borussia Dortmund por Jadon Sancho, diz jornal

+ Benfica anuncia chegada de atacante brasileiro para a temporada

+ ‘Time por time, o Flamengo hoje é melhor do que a seleção uruguaia’, crava jornalista

– Seguimos da mesma forma. Com mudanças, mas mantendo teoricamente a mesma engrenagem – afirmou o treinador.

Uma das novidades é a entrada de Weverton na meta canarinha. Tite ainda deixou um alerta sobre o que esperar da Colômbia.

– Os enfrentamentos com a Colômbia sempre foram muito difíceis. Não é hipervalorização não, mas é um jogo complicado. Temos de ficar atentos – disse.

O técnico canarinho ainda fez um balanço sobre seus cinco anos recém-completados à frente da Seleção. E contou quais fatores são os mais relevantes que acredita que deixou até o momento para o grupo.

– A escala de valores, moral e ética e a lealdade que estabelecemos olhando para as pessoas, falando aqui no nosso dia a dia. O preço que nós pagamos para vencer. Essa lealdade, dignidade – declarou.

Tite reconheceu que a Seleção projeta se manter na primeira colocação do Grupo B para continuar a mandar seus jogos no Nilton Santos. Contudo, ratificou suas críticas às condições do gramado do estádio.

– Sim, o estado do gramado não é bom. Com sua recente retirada fica humanamente impossível jogar. O Juninho (Paulista, coordenador de seleções) está em contato porque isto coloca em risco a saúde dos atletas – declarou.

Em seguida, citou seu exemplo com jogador.

– Sou um ex-atleta que teve que parar aos 27 anos com cinco operações. Às vezes um buraco, um escorregão, te proporciona ainda mais problema para um esporte de contato… – destacou e fez críticas também ao Mané Garrincha:

– Se vocês virem, tem um lance contra a Venezuela que o ala faz a falta e na hora eu reclamo. Reclamei com ele e depois fui ver no lance, que a base dele escorregou e no escorregar ele desequilibrou e fez a falta. Então ter melhores condições de gramado proporciona mais espetáculo, dá mais saúde, mais segurança. Ele enganou a mim na minha frente. – complementou.

A delegação da Seleção sai da Granja Comary às 20h30 e tem previsão de chegar ao Rio de Janeiro às 22h.

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago