ISTOÉ Gente

Tiago Salvático fala sobre um ano da morte de Gugu: “Era minha alma gêmea’

Crédito: Reprodução/Instagram

Neste mês de novembro fez um ano da morte do apresentador Gugu Liberato, que faleceu 2019 após sofrer um acidente doméstico em sua casa, nos Estados Unidos. O chefe de cozinha Tiago Salvático, que diz ter vivido um relacionamento com o artista durante oito anos, deu uma entrevista ao jornal Extra, do Rio de Janeiro, e falou sobre a relação que tinha com o comunicador.

“É extremamente difícil descrever em palavras tudo o que tenho passado desde o falecimento do Gugu, em novembro de 2019. Cada dia que passa, a saudade aumenta, o vazio se torna mais vazio. Mesmo quando não estávamos juntos fisicamente, conversávamos diariamente e diversas vezes durante o mesmo dia. Ainda hoje tenho a sensação de que ele vai me ligar ou mandar uma mensagem”, contou.


Salvático ainda completou: “Lembro de cada momento nosso, dos planos que tínhamos traçado para o futuro, dos lugares que pretendíamos conhecer e dos projetos comuns que tínhamos em andamento. Saber que não poderei mais tocá-lo e que não conversaremos (pelo menos nessa vida) é desesperador”.

Ele concluiu dizendo que tem sonhado muito com Gugu: “Nesse último ano, sonhei com ele muitas vezes e acordava de madrugada aos prantos. Eu sei que fui abençoado por ter convivido com uma pessoa tão especial ao meu lado por oito anos. Fizemos diversos sacrifícios para estarmos juntos e conversávamos muito sobre o que efetivamente importava nessa vida: ‘o que é ser Feliz?’ Ele era minha alma gêmea e com ele atingi a plenitude da felicidade. Penso nele todos os dias e sempre rezo para que ele me proteja. Hoje ele certamente está ao lado de Deus. Tranquilo, generoso e cheio de amor. Gugu sempre estará vivo no meu coração. Agradeço o imenso carinho que tenho recebido”.