Esportes

Thiago Braz é segundo na primeira competição no Brasil após ouro olímpico

Em sua primeira prova no Brasil depois da conquista do ouro olímpico nos Jogos do Rio, em 2016, Thiago Braz foi surpreendido por Augusto Dutra Silva e ficou com a prata na disputa do salto com vara no GP Brasil de Atletismo, disputado neste sábado, em São Bernardo do Campo (SP).

O campeão olímpico começou a saltar com o sarrafo em 5,40m e não conseguiu superar a marca dos 5,60m. Finalista nos Mundiais de Moscou, em 2013, e em Pequim, em 2015, Dutra fez 5,60m e garantiu o primeiro lugar, seguido por Thiago Braz. O argentino German Chiaraviglio, com 5,30m, foi o terceiro colocado. “O meu treino está mudando, é natural que haja certa irregularidade no começo, mas aos poucos vamos voltar a um padrão forte de competição”, afirmou o campeão no Rio-2016.

Os brasileiros ficaram em primeiro lugar em nove das 15 provas do GP. Darlan Romani foi quem mais se destacou ao vencer a disputa do arremesso de peso com 21,82 metros, recorde do evento e sul-americano, além de ser o quinto melhor do mundo em 2017. “Estou trabalhando forte, procurando manter a regularidade e alcançar os 22m”, afirmou o quinto colocado na Olimpíada do Rio.

Mateus de Sá venceu a disputa do salto triplo com 16,87 metros, superando em sete centímetros o índice para o Mundial de Atletismo. Com a marca, Mateus conseguiu o índice para o Mundial de Londres, que é 16,80 m. “Estou feliz, por fazer o índice e ainda por bater meu recorde pessoal (que era 16,63m)”, afirmou o medalhista de bronze do Mundial Sub-20 de2014.

Vitória Rosa triunfou nos 200m com 23s09, atingindo o índice para o Mundial por apenas 0s01. “A temporada está sendo uma surpresa, mudei do Rio para São Paulo, troquei de treinador – agora está com Katsuico Nakaya – e estou fazendo as melhores marcas da minha carreira”, disse.

Jéssica Alves dos Reis no salto em distância, Fabiana dos Santos Moraes na prova de 100 metros com barreira, Fernando Carvalho Ferreira no salto em altura, Vitória Cristina Silva Rosa na prova de 200m feminino e Paulo André Camilo nos 100m também venceram neste sábado, assim como Altobeli Santos da Silva, finalista olímpico nos 3.000m com obstáculos.

Bicampeã olímpica, a polonesa Anita Wlodarczyk confirmou o favoritismo e terminou em primeiro lugar no lançamento de martelo. Ela alcançou 78m, quase cinco a mais da marca da segunda colocada, a norte-americana Gwen Berry, que marcou 73,37m.