O jornal The Wall Street Journal classificou como “escandaloso” o anúncio de que seu jornalista Evan Gershkovich, detido na Rússia desde 2023, será julgado por espionagem.

“Evan Gershkovich está enfrentando uma acusação falsa e sem sentido. A decisão da Rússia de realizar um julgamento fraudulento é, como era de se esperar, muito decepcionante e não deixa de ser menos escandalosa por isso”, declararam em comunicado a editora-chefe, Emma Tucker, e os principais executivos do jornal.

sms/bgs/nn/mel/jb/aa