Geral

Testemunha diz que assassino poupou irmã de suspeito no massacre de Suzano

Crédito: Reprodução/Facebook

Guilherme Monteiro, atirador da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (Crédito: Reprodução/Facebook)

Uma testemunhada ouvida pela polícia disse à polícia que o assassino Guilherme Taucci, de 17 anos, poupou a irmã do terceiro suspeito durante o massacre em uma escola de Suzano, de acordo com informações do UOL.

Segundo a reportagem, o terceiro suspeito, que foi apreendido nesta terça-feira (19), disse por meio de mensagens que Guilherme Taucci reconheceu sua irmã na escola e deixou a jovem sair sem ser ferida.

Sete pessoas foram mortas por Guilherme e Luiz Henrique de Castro dentro da escola estadual Raul Brasil, em Suzano, na última quarta-feira (13). Eles também assassinaram o tio de Taucci antes de irem à escola.

Ainda de acordo com o UOL, a polícia informou que terceiro suspeito teria ajudado Taucci a planejar o atentado, mas não sabia quando seria executado.