ISTOÉ Gente

“Tenho até um pouco de raiva”, diz Antonio Fagundes sobre quem trabalha no atual governo

Crédito: Reprodução/Instagram

Antonio Fagundes deixou claro seu descontentamento com o atual governo do país. O ator, em entrevista à coluna de Sonia Racy, no jornal O Estado de S. Paulo, confessou que não tem pena de quem aceita trabalhar para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Não voltei a seguir ninguém”, diz Whindersson sobre polêmica com Carlinhos Maia

Tata Werneck, Neymar e outros famosos celebram o Dia das Crianças com fotos de infância

“Tenho pena de atores que aceitam esse tipo de coisa. Eles não têm a menor noção de como funciona aquilo ali. Não é uma novela, é um circo com regras próprias. E dependendo do governo, as regras são mais loucas ainda. Agora, não tenho pena não de quem aceita trabalhar neste governo atual. Tenho até um pouco de raiva”, disse.

O ator de 71 anos disse, quando perguntado se alguma medida em específico estava o incomodando, que o boato de que os artistas se beneficiam com dinheiro do governo é o que mais o deixa nervoso. “Começaram a fazer uma campanha de que os artistas mamavam nas tetas do governo. Você já percebia aí uma coisa de mau-caratismo. Eles eram contra a Lei Rouanet. Todo o patrimônio histórico brasileiro está sendo dilapidado, as sinfônicas não estão podendo sobreviver, calaram os circos. E espere: vão destruir também o cinema.”

Antonio falou, também, sobre o fim de sua carreira na Globo, depois de 44 anos de emissora. “Recebi um milhão de convites para fazer coisas e eu não pude aceitar porque estava preso contratualmente à emissora. O fim do meu contrato é consequência de uma mudança operacional da empresa e não vejo isso como um problema não”, finalizou.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel