Brasil

Temer não tem condições de governar e deve renunciar, diz Humberto Costa

Senadores de oposição pediram, oficialmente, a renúncia do presidente Michel Temer após o avanço da Operação Lava Jato e a divulgação da delação premiada da Odebrecht, que mostrou possível ligação do peemedebista com o recebimento de caixa 2 e propina em dinheiro vivo.

“Pedimos a renúncia de Temer por falta de condições de governar. Não tratamos aqui de antecipação das eleições gerais, com as quais até concordamos. Mas, no momento, queremos focar nas eleições para o cargo de presidente”, afirmou o líder do PT, Humberto Costa (PE).

A estratégia da oposição é de realização de eleições diretas para presidente. Caso Michel Temer seja afastado do cargo, ou renuncie, ainda em 2016, de acordo com a Constituição, a população teria de ir novamente às urnas para eleger um novo presidente. Entretanto, se ele for afastado a partir de 2017, a eleição se dará de forma indireta e o novo presidente será escolhido pelos deputados e senadores do Congresso Nacional.

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) defendeu que o Congresso, em que metade dos parlamentares também estão envolvidos na Lava Jato, não teria legitimidade para realizar a eleição indireta do presidente da República. “Não podemos permitir que o Congresso eleja novo presidente”, afirmou.

Fora isso, a oposição também entrou na Justiça para pedir, em caráter liminar, a suspensão da tramitação da PEC do teto, que será votada nesta terça-feira, 13, no plenário do Senado. Os senadores já iniciaram, na manhã desta terça, a discussão o projeto.

O senador José Pimentel (PT-CE) discursou contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria um teto para o crescimento dos gastos públicos federais e também pediu a saída de Temer.

“Nesse momento estamos escolhendo que os pobres paguem pela crise econômica. E aqueles que votaram pelo impeachment de Dilma com a desculpa de acabar com a crise política agora vivem uma crise política mais grave. A única forma de deixarmos essa crise é com novas eleições”, afirmou

Pimentel avaliou que não é congelando o salário mínimo por 20 anos que se resolverá a crise econômica. “É preciso tirar da PEC do Teto o dispositivo que limita inclusive o salário mínimo. Também é necessário que se retire o congelamento do orçamento para a Educação”, completou.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel