Economia

Taxas futuras de juros têm leve alta, com reação ao exterior e preocupação fiscal

Os juros futuros operam mais perto dos ajustes nesta segunda-feira, 24, mas com viés de alta, mostrando reação limitada do mercado ao veto do presidente Jair Bolsonaro no Orçamento de 2022, à cautela no exterior antes da decisão de política monetária na quarta-feira (26) e em meio à discussão sobre redução de preços de combustíveis sem compensação fiscal. Às 9h20, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro para janeiro de 2027 subia para 11,35%, de 11,30% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2025 marcava 11,22%, de 11,18%, e o para janeiro de 2023 exibia 11,91%, de 11,88% no ajuste de sexta-feira.






Tópicos

taxas de juros