Economia

Taxas futuras de juros disparam após IPCA-15 e com dólar e petróleo fortes

Os juros futuros disparam na manhã desta terça-feira, 24, após o IPCA-15 mais forte do que o esperado e em meio à alta do dólar ante o real e do petróleo. O IPCA-15 subiu 0,59% em maio, após ter avançado 1,73% em abril, acima da mediana (0,45%) das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast. Às 9h12 desta terça, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2023 ia à máxima de 13,390%, de 13,269% no ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2024 subia para 12,97%, de 12,76%, e o para janeiro de 2025 disparava para 12,22%, de 12,02% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2027 subia a 11,94%, de 11,77%.






Tópicos

taxas de juros