Economia

Taxas de juros recuam, na esteira do otimismo no exterior e dólar fraco

Os juros futuros abriram com alívio em toda a curva, especialmente nos vencimentos mais longos, em sintonia com o bom humor no exterior, que coloca o dólar em baixa ante a maioria das moedas, incluindo o real. Esta segunda-feira, 28, tem agenda mais fraca, mas o investidor está de olho no almoço entre o presidente Jair Bolsonaro e aliados para apresentar o Pacto Federativo, que deve incluir a CPMF digital para desonerar a folha, e expectativa de entrega da proposta da reforma tributária ao Congresso nos próximos dias.

Às 9h08 desta segunda, o DI para janeiro de 2027 recuava para 7,16%, de 7,21% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 exibia taxa de 4,19%, de 4,23%, enquanto o DI para janeiro de 2022 marcava 2,82%, na máxima, de 2,85% no ajuste de sexta-feira. O dólar à vista caía 0,52% neste mesmo horário, a R$ 5,5265.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar


Tópicos

taxas de juros