Economia

Taxa anual do CPI da zona do euro atinge recorde de 7,5% em abril


A taxa anual de inflação ao consumidor (CPI, pela sigla em inglês) da zona do euro atingiu a máxima histórica de 7,5% em abril, superando o recorde anterior de 7,4% observado em março, ainda em meio aos impactos da guerra entre Rússia e Ucrânia, segundo dados preliminares divulgados nesta sexta-feira pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O resultado deste mês ficou em linha com a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal.

Apenas os custos de energia deram um salto anual de 38% em abril, impulsionados pelo conflito russo-ucraniano, mas desaceleraram em relação à alta de 44,4% de março.

O CPI recorde amplia pressões para que o Banco Central Europeu (BCE) aperte sua política monetária de forma mais agressiva. A meta de inflação do BCE é de 2%. O núcleo do CPI, que desconsidera os preços de energia e de alimentos, teve acréscimo anual de 3,5% em abril. Neste caso, o projeção do mercado era de aumento menor, de 3,1%.