ISTOÉ Gente

Tatuagem nos olhos, bifurcação na língua e mais: conheça a “mulher demônia”

Crédito: Reprodução/ Instagram

Mulher Demônia (Crédito: Reprodução/ Instagram)

Carol Praddo tem 35 anos e mora em Praia Grande, litoral de São Paulo. Ela é piercer e apaixonada em modificações corporais, e isso é bem perceptível ao vermos a aparência da jovem. Carol tem os olhos pintados de vermelho, tatuagens faciais, bifurcações na língua e diversos piercings, e foi apelidada de “mulher demônia”.

SBT suspende programa de Raul Gil e de Patricia Abravanel após demitir mais equipes

Iran Malfitano abandona cachos e alisa o cabelo a pedido da filha

Ela ficou conhecida mundialmente por seu estilo exótico, e concedeu uma entrevista ao site inglês Daily Star. No artigo, Carol contou que fez seu primeiro piercing aos 16 anos e, depois disso, não parou mais. “Pelas modificações corporais, foi amor à primeira vista”, disse.

A jovem revelou que as modificações mais doloridas foram: a bifurcação da língua e as tatuagens do rosto. Para quem pensa que pintar a parte branca dos olhos deve doer, Carol diz ter sido completamente indolor. Ainda que sua aparência seja muito diferente, ela conta que as pessoas mais importantes em sua vida a respeitam. “Meus amigos e minha família respeitam minha aparência, isso é o mais importante”, finalizou.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar