Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Candidato ao governo de São Paulo e ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos) foi convidado do programa ‘Roda Viva’, da TV Cultura, e defendeu o presidente Jair Bolsonaro (PL) em recentes escândalos de corrupção do governo.

A declaração acontece após o escândalo no Ministério da Educação (MEC) que ocasionou uma investigação do ex-ministro Milton Ribeiro, preso na Operação Acesso Pago. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), há suspeitas de inteferência do presidente nas investigações da Polícia Federal.

Questionado pela jornalista Cátia Seabra se colocaria a cara no fogo pelo presidente, Tarcísio defendeu o chefe do Executivo. A pergunta faz referência à declaração dada por Bolsonaro sobre o ex-ministro Milton Ribeiro. Após a operação da PF, ele disse que “exagerou” e que “bota a mão no fogo”.

“Não acredito que ele [Bolsonaro] tenha qualquer interferência, qualquer vínculo, qualquer ligação com esse problema do MEC. Pelo presidente eu ponho, claro. Sem sombra de dúvidas, sem sombra de dúvidas”, disse Tarcício no ‘Roda Viva’.

“Minha lealdade e meu alinhamento com o presidente Bolsonaro é total”, completou.

O candidato também afirmou que não acredita que a democracia está em risco, apesar dos vários ataques dos presidentes às instituições e ao sistema eleitoral brasileiro.

“Não vai acontecer. Confio plenamente. O presidente é fruto, produto da democracia”, comentou.