São Paulo

promotores vão recorrer
cruzaram os braços