liminar

condenado pelo tre-rj
vaivém judicial
governo vai recorrer