Guilherme Silva Guedes

'erro judiciário'
2 tiros na cabeça