Esportes

Tadej vence o contrarrelógio e será o campeão do Tour de France-2020

Esloveno de 21 anos faz  história, vence a etapa tirando déficit de 57s para o então líder Roglic (agora tem +59s). Só tem de terminar a etapa de hoje do Tour  para ser o vencedor

Tadej vence o contrarrelógio e será o campeão do Tour de France-2020

O esloveno Tadej Pogacar, da equipe Emirates, será coroado, neste domingo, logo após a última etapa (plana com com chegada em Paris) o campeão do Tour de France-2020.

Na etapa deste sábado, um contrarrelógio entre Lure e La PLanche de Belles Filles, com final em subida de 36km (quando os cliclistas largam sozinhos, um a cada 2 minutos) Pogacar fez o que parecia impossível e entrou para a história. Ele começou com 57s de desvantagem para o líder, o também esloveno Primoz Roglic (Jumbo Visma). Porém, com uma corrida insana, fechou com o tempo de 55s56. Não só foi o campeão da etapa como fez toda a concorrência comer poeira e dinamitou a vantagem de Roglic. De 57s atrás ele passa a liderar com 59s de frente.

Ainda falta uma etapa para o fim do Tour. Como trata-se de uma competição plana, é certo que todos os ciclistas vão cruzar no pelotão com o mesmo tempo e a disputa só ocorrerá para os pontos (camisa verde, dos velocistas). Assim, Pogacar só não pode ser oficialmente declarado campeão porque, pelo regulamento, precisará completar a etapa, mesmo chegando na rabeira do pelotão para não ser desclassificado, o que é improvável.

Para a história: 3 camisas!

Pogacar escreve o seu nome na história de maneira inquestionável. Com 21 anos, se tornou o mais jovem campeão da Volta da França nos últimos 80 anos, destronando o campeão de 2019 Egan Bernal: o colombiano da Ineos foi campeão com 22 anos. Como tem menos de 25 anos, o esloveno leva também o título de campeão jovem (camisa branca). Para completar, Pogacar teve o melhor tempo na chegada ao alto, somando dez pontos na disputa de melhor montanhista. Com isso, superou o então líder, Richard Carapaz (equatoriano da Ineos): 82 a 74. Assim, Pogacar fica também com a camisa de bolinhas vermelhas.

Como cereja no bolo: Quando tudo indicava que Primoz Roglic seria o primeiro esloveno a ser campeão do Tour de France….. esse status ficará com Tadej Pogacar.

A prova

O francês Remi Cavagna foi o primeiro a fechar em menos de uma hora (marcou 59,21) e ficou na liderança até ser superado pelo belga Wout Van Aert (Jumbo Visma).

Conforme a turma Top 10 foi chegando, os líderes mudaram. Com uma estratégia diferente da maioria dos ciclistas – que trocaram da bike de contrarrelógio para a de montanha no início da subida final – Tom Dumoulin, holandês da Jumbo Visma, se manteve com o mesmo equipamento e assumiu a ponta, com 57m16s. Pouco depois, Richie Porte cruzou com o mesmo tempo de Dumoulin (mas em terceiro, perdendo nos décimos).

Como cada ciclista larga dois minutos na frente do outro em ordem crescente (o líder é o último que larga) e a grande disputa pelo título se resumia aos três primeiros colocados, Roglic, Pogacar e o colombiano Miguel Angel López (da Astana), as atenções estavam mesmo voltadas para o trio.

Com 1m27s de deficit para Roglic e 30s para Pogacar antes do início da etapa, López tinha de se superar num tipo de prova que não é sua especialidade. E a chance se pulverizou logo nos 10km: Pogacar, que largara dois minutos depois, conseguiu superá-lo.

Irreconhecivel, López ainda foi superado por Roglic no início da subida. Se saindo tão mal, o colombiano nao apenas saiu da disputa pelo título como perdeu lugar no pódio (o terceiro colocado passa a ser o australiano Richie Porte, da Trek).

Aí a audiência parou para ver, metro a metro, Pogacar ir dinamitando a diferença de Roglic, até superá-la no último terço da etapa, montanha acima, e colocar tempo sobre o compatriota que passou a metade final do Tour sempre em primeiro lugar geral.

No fim, Pogacar celebrou a prova sensacional e caiu no choro, ciente de que Roglic, que chegaria logo depois, não tinha mais como tirar o tempo.

Com o triunfo, Pogacar se torna o único ciclista a vencer três etapas em 2020, todas em montanha. A 9 (nos Pirineus) a 15 (com chegada no Grand Colombier, a segunda mais dura de 2020) e o contrarrelógio.

– Estou sonhando. É inacreditável. Mas eu e minha equipe estudamos muito o percurso, sabia tudo o que fazer e, no fim, dei aceleração máxima, pois sabia que podia vencer – disse Pogacar, que amanhã certamente será coroado do ‘Rei do Tour”.

Curiosidade sobre Pinot

A etapa deste sábado teve largada em Lure, que vem a ser a região onde nasceu e mora Thibau Pinot, o grande ciclista da França no momento. A torcida esperava que esta etapa pudesse coroar um título para o ídolo local. Mas Pinot não se encontra bem fisicamente. Ele está muito atrás na classificação geral. Na etapa deste sábado, Pinot foi apenas o décimo nono.

Etapa deste domingo, a última

A etapa deste domingo com chegada em Paris tem apenas uma decisão: quem ficará com a Camisa Verde. Tudo indica que será Sam Bennet, irlandês da Quick Step. Ele lidera com 319 pontos contra 264 pontos de Peter Sagan, eslovaco da Bora que venceu sete das últimas oito edições do Tour por pontos. Bennet só perde se ocorrer uma hecatombe. Ele perder para Sagan no sprint Intermediário e ficar fora do Top 10 na chegada. E isso se Sagan vencer a etapa.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Raro fenômeno da lua azul ocorrerá durante o Halloween, saiba o significado

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago