Saúde da mulher

Tabagismo pode acelerar o envelhecimento feminino a curto prazo, alerta especialista

Crédito: Freepik

O Dia Nacional de Combate ao Fumo foi celebrado no domingo (29), a fim de conscientizar a população sobre os malefícios da dependência do tabaco. O hábito é prejudicial para todos e suas consequências podem ser ainda maiores para as mulheres, gênero que registra as principais causas de morte relacionadas ao tabagismo. Além da vulnerabilidade às doenças, fumar também é um acelerador do envelhecimento precoce, fator que também está mais propenso ao público feminino.

+ Dia Nacional de Combate ao Fumo: risco de doenças em mulheres fumantes pode ser maior em relação aos homens

+ Ácido hialurônico: tudo o que você precisa saber antes de usar

Fernanda Chauvin, especialista em dermatocosmética e CEO da Ellementti Dermocosméticos, explica que o tabagismo interfere no funcionamento e metabolismo natural da pele, acelerando o envelhecimento precoce e ocasionando em flacidez e manchas. Isso acontece devido às substâncias tóxicas presentes nos cigarros e seus derivados, que aumentam a produção de radicais livres, inibindo a produção de colágeno e tornando os sinais de envelhecimento ainda mais visíveis a curto prazo.

“Os primeiros sinais são as rugas, que tendem a aparecer ao redor dos olhos. Os poros também costumam ficar mais dilatados e a pele sem viço. Além disso, esse hábito favorece a criação de linhas estáticas na região dos lábios, como o ‘código de barras’, ocasionadas pelos movimentos/expressões frequentes da área. A nicotina deixa os vasos sanguíneos mais contraídos, é possível notar a queda frequente dos cabelos, bem como pontas dos dedos com manchas amareladas”, esclarece.

A especialista reforça: “Devido aos hormônios femininos, que mudam de acordo com a fase, como gestação e uso da pílula anticoncepcional, os efeitos causados na pele da mulher fumante podem ser mais fortes. A derme feminina ainda tende a ter uma espessura mais fina, que favorece a intoxicação e geração de radicais livres, também por esse motivo as fumantes estão mais propensas aos efeitos do envelhecimento”.

Os cuidados com a pele são necessários para todos, e quem fuma deve redobrar a atenção. “É preciso evitar esse e outros hábitos, como o alcoolismo, por exemplo, que provocam mais radicais livres e inflamações no organismo. Para melhorar a aparência da pele danificada, vale apostar em produtos voltados para a prevenção e tratamento do envelhecimento. São ótimas opções: substâncias detox como o bamboo charcoal, que absorve as toxinas; o early booster, para aumentar o ATP; vitamina C ou o resveratrol, que são antioxidantes; e o ácido hialurônico para hidratar”, indica Fernanda Chauvin.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio