Esportes

Suspensão por doping do velocista americano Christian Coleman reduzida a 18 meses


A suspensão por doping do velocista americano Christian Coleman foi reduzida a 18 meses pela Unidade de Integridade do Atletismo (AIU) após uma apelação apresentada à Corte Arbitral do Esporte (CAS), anunciou nesta sexta-feira o organismo com sede em Lausanne.

Campeão mundial dos 100 metros em 2019, Coleman, de 25 anos, foi suspenso pela AIU por dois anos a partir de 14 de maio de 2020 por não cumprir três de suas obrigações de localização para exames antidoping em 2019.

Em um comunicado, a CAS, instância responsável pela justiça esportiva, explica que embora Christian Coleman tenha violado o artigo 2.4 do regulamento antidoping e apesar do fato de que deveria ter sido mais vigilante, seu grau de negligência “foi menos grave” do que o estabelecido a princípio.

O painel da CAS considera que se o responsável pelo controle tivesse ligado para Coleman ao chegar em sua casa, ele poderia retornar a tempo e poderia ter sido submetido ao teste antidoping, de acordo com o comunicado do tribunal.

vog/apo/mar-jvb/pc/fp

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

atletismo doping USA