ISTOÉ Gente

Suspeitos de exigir R$ 50 mil para Diego Alemão após acidente são indiciados por extorsão

Crédito: Reprodução Instagram

Os três homens suspeitos de exigir R$ 50 mil para não divulgar vídeos da prisão do ex-BBB Diego Alemão após um acidente de trânsito que ocorreu em 18 de abril, em Curitiba, foram indiciados pela Polícia Civil pelos crimes de extorsão, associação criminosa e fraude processual, de acordo com informações do G1. A decisão foi anexada ao sistema eletrônico da Justiça nesta sexta-feira (10).

À época do acidente, Alemão foi preso após bater o carro contra o veículo de um motorista de aplicativo e foi solto no dia seguinte após pagar fiança de R$ 7 mil.

Segundo a reportagem, Daniel Alves, testemunha que gravou os vídeos da prisão de Alemão, e os advogados Maurício Tesserolli e Walter Fontes foram presos suspeitos de tentar extorquir dinheiro do ex-BBB, além da oferta de testemunhar a favor de Diego. Atualmente, os três respondem em liberdade.

Veja também

+ Marco Pigossi sobre reprise da novela Fina Estampa: “Tinha que ser proibida de ser reprisada”

+ Avó de Michelle Bolsonaro morre após 1 mês internada com covid-19

+ Divertidos e bem-humorados, idosos invadem o TikTok

+ Uma pequena Harley-Davidson HD350, chegando em 2021?

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

diego alemão