Brasil

Suspeito diz que Edison Brittes saiu de casa com a intenção de mutilar Daniel

Crédito: Reprodução/TV Globo

Eduardo Henrique da Silva, um dos suspeitos de participação na morte do jogador Daniel, prestou depoimento à Polícia Civil do Paraná nesta segunda-feira. Ele disse que Edison Brittes saiu de casa com o objetivo de mutilar o atleta e abandonar o corpo na rua. As informações são do G1.

De acordo com o advogado de Eduardo Henrique, ele não teria aceitado participar das agressões se soubesse que Daniel seria morto. Ele, ao lado de Edison Brittes, Ygor King e David Willian da Silva, agrediu o jogador quando ainda estava casa e aceitou participar da mutilação proposta.

“Houve um convite do Edison Brittes para que eles fossem juntos para segurar o Daniel para que o Edison fizesse a castração. Eles foram espontaneamente, voluntariamente”, afirmou o advogado.

Seis pessoas estão, até o momento, temporariamente presas por suspeitas de envolvimento na morte de Daniel, incluindo a esposa e a filha de Edison Brittes.