Geral

Suspeito de financiar mega-assalto em Araçatuba é preso e já participou de assassinato de PM

Crédito: Reprodução

O suspeito de financiar o mega-assalto que aconteceu em Araçatuba foi preso na última terça-feira (7). Paulo César Gabrir, 33, foi capturado em Sorocaba. As informações são do portal de notícias G1.

Gabrir foi preso juntamente com a esposa dele, Michele Maria da Silva, 40. Ela foi presa por tráfico de drogas. A polícia achou, na casa do casal, dois carros de luxo e documentos relacionados ao crime organizado, que indicam atividades dele em vários estados.


Ele é apontado como diretor financeiro da estrutura que permitiu o ataque em Araçatuba. Com o crime, três pessoas morreram na cidade e outras cinco ficaram feridas. De acordo com alguns policiais, ele informou que a logística do ataque custou R$ 600 mil.

O mesmo homem chefiava uma quadrilha de tráfico de drogas, quando foi preso em 2013. Um ano depois, ele foi apontado pela polícia no envolvimento do assassinato do PM Sandro Luís Gomes. Ele estava em uma viatura quando foi atingido por um tiro na cabeça.

Outro crime com envolvimento do mesmo homem foi um assalto a um empresário, em 2014. Oito criminosos armados renderam o chefe de segurança do dono de uma rede de restaurantes e entraram no condomínio de luxo. Na casa do empresário, eles fizeram a família refém por quatro horas.