Geral

Suspeito de crimes forja a própria morte com ketchup para despistar policiais

Crédito: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil procura dois homens foragidos que são suspeitos de homicídios e tráfico de drogas em Moreno (PE). Um deles, identificado como Everson Leonardo Nascimento de Lima, forjou a própria morte, tirando uma foto deitado no chão com manchas na camisa para imitar sangue. Para policiais, o ato foi para despistar o trabalho dos investigadores. As informações são do G1.

A polícia tenta localizar Everson desde o seu último homicídio, no dia 5 de maio. “Os familiares dizem não saber onde ele está. Já temos um mandado de prisão desde a semana passada, mas não conseguimos encontrar essa pessoa”, disse o delegado Fábio Larcerda, responsável pelo caso.

O delegado foi quem recebeu a imagem do foragido deitado com a camisa manchada, simulando sangue. Para ele, a morte foi forjada. “Não sei se é tina ou se é ketchup, mas sei que é bem grotesco, bem amador. Poderia ter feito uma simulação mais realista”, afirmou.

Elias José dos Santos Silva é o outros homem identificado e também investigado de cometer os mesmos crimes que Everson. A polícia, no entanto, acredita que os dois não agiam juntos.