Mundo

Surto de Covid na Coreia do Norte é “preocupante” e pode gerar novas variantes, diz OMS

Surto de Covid na Coreia do Norte é “preocupante” e pode gerar novas variantes, diz OMS

Premiê da Coreia do Norte, Kim Tok Hun, inspeciona farmácia em Pyongyang em meio a surto de coronavírus

GENEBRA (Reuters) – Uma autoridade da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta terça-feira que altos níveis de transmissão do coronavírus entre pessoas não vacinadas, como ocorre atualmente na Coreia do Norte, cria um risco maior do surgimento de novas variantes.

O país isolado, que faz parte da OMS, está enfrentando seu primeiro surto reconhecido de Covid-19, alimentando preocupações sobre uma grande crise devido à falta de vacinas e de infraestrutura médica.


“Certamente é preocupante se os países… não estão usando as ferramentas agora disponíveis”, disse Mike Ryan, diretor de emergências da OMS, em resposta a uma pergunta sobre o surto na Coreia do Norte.

“A OMS tem dito repetidamente que onde você tem transmissão não controlada, há sempre um risco maior de surgimento de novas variantes”, acrescentou.

Na mesma entrevista coletiva, o chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, também disse que estava “profundamente preocupado” com a propagação do vírus entre uma população não vacinada com muitas condições subjacentes.

A agência de saúde da ONU já havia dito que a Coreia do Norte ainda não a informou oficialmente sobre o surto, em uma aparente violação das obrigações legais do país sob o Regulamento Sanitário Internacional da OMS.

Questionado sobre a resposta da OMS, Ryan disse que o órgão estava pronto para ajudar, mas não tinha poder para interferir em um país soberano.

(Reportagem de Emma Farge)

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI4G0Y6-BASEIMAGE