Esportes

Surpresa na escalação, Davó marca e Corinthians derrota o Internacional na arena

A vitória do Corinthians sobre o Inter por 1 a 0 na Neo Química Arena teve um herói que ninguém poderia imaginar. Um garoto que fez apenas três jogos com a camisa alvinegra e muita gente nem lembrava que ele ainda estava no clube. Matheus Davó, de 21 anos, foi a surpresa da noite e responsável pelo gol que pode tirar o time gaúcho da liderança do Brasileirão e dar uma confiança ainda maior para a equipe comandada por Vagner Mancini.

Com o resultado, o Corinthians chega aos 24 pontos e se distancia ainda mais da zona de rebaixamento. Já o Inter se manter com 35 pontos e pode perder a liderança para o Flamengo ou Atlético-MG, que jogam domingo e segunda, respectivamente.

Após a derrota para o América-MG, na quarta-feira passada, Mancini prometeu grandes mudanças no Corinthians. E ele não estava mentindo. Após dispensar o lateral-esquerdo Sidcley, o treinador apareceu com uma surpresa ainda maior, Matheus Davó.

O atacante não jogava desde o dia 26 de julho, quando atuou por nove minutos na vitória por 2 a 0 sobre o Oeste. De lá para cá, na maioria das vezes não ficava nem no banco e foi esquecido pelos treinadores. Tiago Nunes, antecessor de Mancini, chegou a afirmar que Davó seria emprestado ou rebaixado para o time Sub-23. Mas ele ficou e Mancini chegou.

“O Mancini teve a proposta de me colocar para aproveitar o jogo rápido. Fui feliz de novo contra o Inter. Trabalhei duro no tempo em que fiquei fora e não esperava essa oportunidade. Mas ela veio e eu fico feliz por ter aproveitado”, disse o garoto, ainda no intervalo, em entrevista ao Premiere. Foi um jogo contra o Inter que fez Davó se tornar conhecido. Na Copa São Paulo do ano passado, ele fez quatro gols em uma vitória do Guarani por 5 a 0 sobre o time gaúcho.

Se olhar apenas para as estatísticas, o Inter foi superior nos dois tempos. O time gaúcho teve mais a bola no pé, mas a posse de bola não se converteu em chances. O Corinthians deixava clara sua proposta de jogo. Se fechar e esperar um espaço para surpreender o líder do campeonato. Ramiro era a personificação da equipe alvinegra. Limitado tecnicamente, mas com uma disposição que chamava a atenção.

E a atenção redobrada foi premiada aos 32 minutos. Cazares pegou a bola pela direita, deu um chapéu, deixou Cuesta no chão e após linda jogada, cruzou na medida para o garoto Davó encher o pé e abrir o placar. Gol da surpresa da noite.

No segundo tempo, o Inter voltou disposto a mudar o cenário do jogo. O time gaúcho chegou a pressionar o time paulista. Mas foi o Corinthians quem chegou a marcar, com Luan, e o árbitro anulou, alegando falta no goleiro em jogada anterior. No fim, a surpresa é quem fez a diferença.

FICHA TÉCNICA

Corinthians: Cássio; Fagner, Marllon, Gil e Fábio Santos; Xavier, Ramiro (Gabriel), Éderson (Camacho) e Cazares (Luan); Otero e Matheus Davó (Léo Natel). Técnico: Vagner Mancini.

Inter: Marcelo Lomba; Heitor (Nonato), Zé Gabriel (Yuri Alberto), Victor Cuesta e Uendel (Johnny); Rodrigo Lindoso, Edenilson e Patrick; Marcos Guilherme (D’Alessandro), Thiago Galhardo e Abel Hernández. Técnico: Eduardo Coudet.

GOL – Matheus Davó, aos 32 do 1º Tempo.

ÁRBITRO – Paulo Roberto Alves Junior (PR).

CARTÕES AMARELOS – Ramiro, Gil, Otero, Cuesta, Leandro Fernández, Cazares e Edenílson.

CARTA VERMELHO – Thiago Galhardo.

RENDA E PÚBLICO: Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL – Neo Química Arena, em São Paulo.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel