Com uma virada épica liderada por Patrick Mahomes que levou à prorrogação, o Kansas City Chiefs se sagrou bicampeão da NFL neste domingo (11) ao derrotar o San Francisco 49ers por 25 a 22 em Las Vegas, onde a cantora Taylor Swift vibrou com a vitória de seu namorado, Travis Kelce.

Os Chiefs superaram uma desvantagem de 0 a 10 antes do intervalo e conseguiram a vitória com uma fabulosa série ofensiva de Mahomes que culminou com um touchdown de Mecole Hardman na prorrogação, para a alegria de Swift e de outras celebridades que a acompanhavam em um camarote no Allegiant Stadium.

O Kansas City Chiefs, com três títulos nas últimas cinco temporadas, vai se firmando como a nova dinastia da liga de futebol americano e Mahomes, aos 28 anos, segue firme a caminho do recorde de sete troféus de Tom Brady.

Swift, a maior celebridade da música atual, viveu o jogo com paixão em um camarote luxuoso onde desfilaram inúmeras personalidades, como a cantora Lana Del Rey e os pais e irmão de Kelce, Jason, também jogador da NFL.

A cantora, que chegou às pressas no sábado após seu show em Tóquio, recebeu diversas ovações dos 61.629 fãs ao aparecer nos telões abraçando a atriz Blake Lively ou bebendo por vários segundos até terminar o copo.

O romance midiático de Swift, que usava uma jaqueta vermelha dos Chiefs, e Kelce, ultrapassou os limites do esporte e atraiu novos públicos para a NFL.

Assine nossa newsletter:

Inscreva-se nas nossas newsletters e receba as principais notícias do dia em seu e-mail

Kelce, um dos destaques dos Chiefs junto com Mahomes e o técnico Andy Reid, teve um início de jogo para ser esquecido, mas ressurgiu no segundo tempo, quando seu time soube explorar sua experiência e brilho para tirar o título das mãos dos 49ers, que espera desde 1995.

Já o Kansas City conquistou seu quarto troféu e é a primeira franquia a vencer dois anos seguidos desde que Brady conseguiu a façanha com o New England Patriots em 2003 e 2004.

Usher, Alicia Keys e… Messi

O primeiro Super Bowl em Las Vegas, cidade que a NFL deu as costas por muito tempo para não se associar ao jogo, esperava quebrar recordes tanto de apostas esportivas quanto de audiência televisiva, ao agregar um novo público atraído pelo romance midiático de Swift.

A transmissão da CBS apresentou inúmeras cenas de Swift pulando, dançando e roendo as unhas, além dos habituais comerciais de televisão milionários, um deles estrelado por Lionel Messi para promover uma marca de cerveja.

Durante 90 segundos do tempo mais cobiçado das telas americanas, o craque argentino driblou entre banhistas e até um cachorro em uma praia paradisíaca onde também apareceram o personagem Ted Lasso e a lenda da NFL Dan Marino.

Estima-se que 67 milhões de americanos – cerca de um quarto da população adulta do país – faziam apostas relacionadas ao Super Bowl, gerando cerca de 23,1 bilhões de dólares (cerca de R$ 114 bilhões pela cotação atual).

Todos esses incentivos deixaram um pouco para segundo plano o tradicional show do intervalo, em que o grande nome do R&B Usher fez uma apresentação sóbria influenciada pelos símbolos de Las Vegas que teve convidados surpresa como Alicia Keys.

Virada comandada por Mahomes

O Super Bowl mais esperado dos últimos tempos teve um jogo que fez jus a essa expectativa e às emoções.

Depois de um primeiro quarto dominado pelas defesas, os 49ers foram os primeiros a atacar no segundo quarto com um ‘field goal’ de 55 jardas do kicker Jake Moody.

Mahomes respondeu com um primeiro passe que deixou os Chiefs a apenas nove metros da end zone, mas Isiah Pacheco, o running back de origem porto-riquenha, perdeu a bola em sua corrida até a ‘red zone’.

Kelce, que havia garantido não se incomodar com a atenção global devido ao seu relacionamento com Swift, enlouqueceu nos bastidores, gritando e agarrando o braço de seu veterano técnico Andy Reid.


O ataque dos 49ers também se fez presente com uma grande jogada estratégica que levou ao primeiro touchdown do jogo de Christian McCaffrey que fez 10-0.

Mahomes, que já enfrentou desvantagens de dois dígitos nos quatro Super Bowls que disputou, manteve a calma e guardou o melhor para o final.

Enquanto isso, os Chiefs só conseguiram marcar pontos com dois ‘field goals’ de Harrison Butker, mas pouco antes do quarto período o jogo virou com várias jogadas de sorte para os Chiefs.

Em uma delas, um punt escapou das mãos de Ray-Ray McCloud e facilitou um touchdown que colocou o Kansas City à frente pela primeira vez e então Jake Moody errou um chute após um touchdown do San Francisco 49ers.

As defesas evitaram mais touchdowns e os Chiefs forçaram a prorrogação com um field goal de 29 jardas de Butker faltando apenas três segundos para o fim.

Na prorrogação, Purdy e McCaffrey devoraram jardas para que Moody avançasse com outro chute para o 49ers, mas deixando a Mahomes sete minutos para uma última resposta.

O quarterback esgotou o tempo, fez uma corrida que chocou Swift e levou a bola por três jardas para dar o passe final da vitória a Mecole Hardman.


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias