Agronegócio

Superávit do agronegócio em maio foi de US$ 12,71 bi, diz ministério


São Paulo, 16 – As exportações do agronegócio em maio cresceram 33,7% ante maio de 2020, para USS% 13,938 bilhões, segundo dados consolidados do Ministério da Agricultura. Já as importações avançaram mais, 45,9%, a US$ 1,220 bilhão. Com isso o superávit do setor no mês passado foi de US$ 12,717 bilhões, 32,6% superior aos US$ 9,586 bilhões de maio de 2020. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, o superávit do agronegócio é de US$ 44,014 bilhões, 22,9% acima de igual período de 2020.

Segundo a pasta, em nota, no mês passado as exportações brasileiras do agronegócio sofreram forte influência do incremento nos preços internacionais das commodities. “O índice de preço dos produtos do agronegócio exportados pelo Brasil aumentou 24,6%, enquanto o crescimento do índice de quantum foi de 7,3%”, destacou.

Os cinco principais setores exportadores do agronegócio brasileiro – complexo soja (participação de 59,8%), carnes (11,9%), produtos florestais (9,1%), complexo sucroalcooleiro (6,5%) e café (3,4%) – venderam US$ 12,64 bilhões (+34,5%) ao exterior. “Estes cinco setores foram responsáveis por 90,7% do valor total exportado pelo Brasil em produtos do agronegócio em maio de 2021. Ou seja, houve um aumento da concentração das exportações brasileiras do agronegócio, uma vez que a participação desses mesmos setores foi de 89,6% em maio de 2020.”

Os vinte demais setores diminuíram a participação de 10,4% em maio de 2020 para 9,3% em maio de 2021, mesmo com o aumento dos valores exportados de US$ 1,09 bilhão em maio de 2020 para US$ 1,30 bilhão em maio de 2021 (+19,8%).

O complexo soja continua como principal destaque, responsável por praticamente 60% do valor das exportações do agronegócio no mês passado. De acordo com o Ministério, o cenário internacional da soja em grão reflete baixos estoques norte-americanos e elevadas aquisições chinesas. As importações totais chinesas de soja em grão cresceram 12,8% em 2021, passando de 33,9 milhões de toneladas, entre janeiro e maio de 2020, para 38,2 milhões de toneladas na comparação com o mesmo período deste ano.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Os 5 piores problemas de morar em apartamento pequeno
+ Carol Portaluppi posta foto com novo visual no dia em que o Flamengo venceu o Corinthians
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago