Esportes

Suíça rejeita recurso e faz Schwazer dar adeus à Olimpíada


BOLZANO, 14 MAI (ANSA) – O Tribunal Federal Suíço rejeitou nesta sexta-feira (14) um novo recurso apresentado pelo marchador atlético Alex Schwazer contra uma suspensão de oito anos por doping e fez o italiano dar adeus ao sonho de disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio.   

A medida foi tomada depois que o italiano apelou para o único órgão de justiça perante o qual uma decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) é passível de recurso. Na semana passada, o TAS já havia rejeitado seu pedido de “medidas provisórias”.   

O marchador atlético testou positivo para anabolizantes em um exame realizado em 2016, quando ainda se preparava para voltar de um gancho de três anos e nove meses por doping. Na ocasião, ele foi punido do esporte por oito anos.   

O juiz suíço explicou que “por regra e por prática constante tal como os que estão em causa, o efeito suspensivo ou outras medidas cautelares só são levados em consideração se, com base no resumo do processo, o recurso jurídico parecer muito provável de ser procedente”.   

Desta forma, Schwazer não poderá competir nas Olimpíadas sem a suspensão da desclassificação, que deverá ser cumprida na íntegra.   

“É realmente uma pena porque Alex estava em excelente forma”, lamentou seu advogado Gerhard Brandstaetter à ANSA.   

Para tentar participar da competição, Schwazer ainda poderia recorrer ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos, mas o processo levaria muito tempo.   

+ Sabrina Sato aparece com micro biquíni e surpreende seguidores

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

“Não há raiva ou frustração da minha parte pela decisão do Tribunal suíço que não me concedeu a suspensão temporária da minha desclassificação”, disse Schwazer em depoimento à ANSA, por meio de sua empresária Giulia Mancini.   

“Só tínhamos essa possibilidade com os prazos apertados e não me arrependo. Depois da absolvição criminal dei tudo o que pude dar em treinamento nos últimos meses, mesmo sabendo que dificilmente seria suspensa a minha desclassificação”, completou ele, agradecendo “todos aqueles que o apoiaram”. (ANSA)

Veja também
+ Mãe de Eliza Samudio diz que Bruno não paga pensão e que filho do goleiro se sente culpado pelo crime
+ Atriz pornô é encontrada morta nos EUA
+ Influenciadora mexicana é assassinada em encontro falso
+ Baleia 'engole' pescador nos EUA e depois o cospe vivo
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Faustão é internado em hospital de SP
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS