Esportes

Suécia vence Chile por 2 a 0 pelo grupo F da Copa feminina

A Suécia venceu o Chile por 2 a 0 nesta terça-feira em Rennes na abertura do Grupo F da Copa do Mundo feminina na França.

Em uma partida que precisou ser interrompida durante vários minutos devido à forte chuva sobre a cidade bretã, a seleção chilena conseguiu conter os ataques das suecas, candidatas ao título, durante quase todo o jogo, até que aos 39 minutos do segundo tempo Kosovare Asllani aproveitou um rebote na área para superar com um chute de pé esquerdo a goleira Christiane Endler. Já nos acréscimos Madelen Janogy decretou a vitória após uma jogada individual (90+4).

A decepção da equipe dirigida por José Letelier era visível. Em sua estreia em uma Copa do Mundo as chilenas estiveram perto de arrancar um empate da atual medalha de prata olímpica, uma das seleções com mais tradição no futebol feminino e vice-campeã do mundo em 2003.

A partida ganhou ares épicos no início do segundo tempo, que foi disputado sob um dilúvio que obrigou a árbitra mexicana Lucila Venegas a decretar uma interrupção avaliando que as condições poderiam ser perigosas para a integridade física das jogadoras.

Quarenta minutos depois, as duas equipes retomaram o jogo sob um céu cinza e a ameaça de um novo temporal.

Com melhor preparo físico e maior experiência em grandes torneios, as europeias esbarraram algumas vezes na defesa chilena aguerrida e solidária, e principalmente na goleira Endler (jogadora do PSG), que se mostrou atenta e rápida além de transmitir segurança para o resto da equipe.

Mas as esperanças das chilenas diminuíram aos 39 minutos quando a jogadora de origem albano-kosovar Asllani aproveitou uma sobra na área e chutou para o fundo das redes chilenas.

O Chile não jogou a toalha e seguiu atacando mas sem eficiência até que nos acréscimos Janogy, que havia entrado em campo poucos minutos antes, fez uma bela jogada e soltou a bomba no ângulo, sem chances para a goleira chilena.

Com a classificação às oitavas de final encaminhada, a Suécia enfrenta na próxima rodada a Tailândia. Já o Chile tem pela frente a poderosa seleção dos Estados Unidos.

iga/dr/aam