Esportes

Substituto? Pepê revela conversa com Everton Cebolinha

Atacante assumiu a vaga do ídolo no time titular e agora precisa mostrar o seu valor

Substituto? Pepê revela conversa com Everton Cebolinha

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Após diversas especulações, Everton Cebolinha enfim deixou o Grêmio. Negociado com o Benfica-POR, o atacante deixou uma lacuna no sistema ofensivo do Tricolor, que será difícil de suprir.

No primeiro teste sem o craque, o time de Renato Gaúcho foi muito bem. Diante do Fluminense, o Grêmio venceu por 1 a 0 e Pepê foi o escolhido para substituir Cebola.

Na saída de campo, o atacante revelou que conversou com Everton e mostrou consciência do seu papel dentro do time.

‘A gente conversou um pouco ontem (sábado). Ele (Everton) falou que agora é comigo. Procuro dar o meu melhor aqui para deixar meu nome na história do clube’, declarou.

Agora, Grêmio e Pepê voltam a campo na próxima quarta-feira, quando mede forças contra o Ceará, na Arena Castelão.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea