Economia

StoneX ajusta previsão de safra de soja do Brasil a 145,1 mi t; vê recorde para milho

StoneX ajusta previsão de safra de soja do Brasil a 145,1 mi t; vê recorde para milho

Carregamento de soja


SÃO PAULO (Reuters) – A safra de soja do Brasil em 2021/2022 deve atingir um recorde de 145,1 milhões de toneladas, estimou nesta quarta-feira a consultoria StoneX, ao ajustar levemente para cima a projeção do mês anterior, de 144,73 milhões de toneladas.

A consultoria citou uma revisão de dados para o Estado de Goiás e destacou que de forma geral o desenvolvimento da safra segue favorável em todo o país.

“As expectativas continuam muito positivas para a safra de soja em andamento, com o plantio estando perto do final”, disse a especialista de inteligência de mercado da StoneX, Ana Luiza Lodi, em nota.

Nos próximos meses, as atenções são direcionadas ao clima, que definirá o potencial produtivo do ciclo.

“Atualmente, o padrão mais seco no Rio Grande do Sul tem gerado receios. Ainda não se pode falar em perdas, uma vez que a safra do Estado é semeada mais tarde, mas essa questão vai ser central, já que a safra gaúcha de soja alterna na segunda posição com a paranaense, atrás somente de Mato Grosso”, destacou.

Além do aumento da produção esperada, não houve ajustes em outras variáveis de oferta e de demanda da safra 2021/22, com a mudança em estoques, para 8,4 milhões de toneladas, sendo resultado das alterações do ciclo anterior.

MILHO

A StoneX também estimou a produção de milho em recorde de 120,1 milhões de toneladas no ciclo 2021/22, considerando as três safras do país.

A empresa apontou a produção de milho na segunda safra, a maior do Brasil, em 88,87 milhões de toneladas, ante 87,53 milhões na projeção anterior.

“Como a temporada ainda está em seu início, muitos fatores podem alterar as expectativas. Entre elas, o clima.”

O incremento estimado para a produção da segunda safra é resultado de perspectivas mais positivas para a área em Goiás e Mato Grosso do Sul.

Segundo a consultoria, houve um aumento de 2,8% na projeção para a área goiana, para 1,86 milhão de hectares, resultando em uma elevação de mesmo patamar na produção, para 11,4 milhões de toneladas.

Para o Mato Grosso do Sul, a elevação foi de 11,4%, para 2,25 milhões de hectares, compensando a leve revisão para baixo na produtividade, o que gerou um aumento de 9,4% na produção esperada, para 12,1 milhões de toneladas.

“Apesar das boas expectativas de oferta, o consumo doméstico da safra 2021/22 está calculado em 75,5 milhões de toneladas, levando ao recuo dos estoques finais em comparação com a estimativa divulgada em novembro, para 14,87 milhões”, ressaltou a StoneX.

Ainda de acordo com a consultoria, as exportações do cereal devem alcançar 41 milhões de toneladas na safra atual, ante 18,5 milhões no ciclo anterior, quando a produção da safrinha foi fortemente afetada por problemas climáticos.

(Por Roberto Samora e Nayara Figueiredo)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB027B-BASEIMAGE


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua



Tópicos

Updated