Esportes

Stephen Curry ultrapassa Ray Allen e é o novo recordista de bolas de três da NBA

Stephen Curry agora é, oficialmente, o maior cestinha da linha dos três pontos da história da NBA. Na noite desta terça-feira, o armador do Golden State Warriors converteu seu arremesso 2.974 de longa distância e passou o ex-jogador Ray Allen, até então detentor da honraria.

O recorde veio cedo. Restavam 7 minutos para o fim do primeiro quarto do jogo entre Golden State Warriors e New York Knicks no Madison Square Garden, tradicional arena de Nova Iorque. Curry recebeu um passe aberto de Andrew Wiggins, que estava dentro do garrafão. O camisa 30, no seu melhor estilo, recebeu a bola e, com muita velocidade, arremessou. Os Warriors logo pediram tempo para que o astro comemorasse seu feito.


Curry recebeu um abraço forte de seu companheiro Draymond Green, assim como de todos os jogadores de Oakland também. Em seguida, pegou a bola histórica em seus braços e a deu a seu pai, Dell Curry, enquanto a arena o ovacionou com muito carinho. Curry voltou à quadra alguns momentos depois onde recebeu os cumprimentos de Ray Allen.

“Não consigo explicar”, declarou Dell Curry à reportagem da ESPN. “E eu joguei com e contra o Ray (Allen), joguei contra o Reggie (Miller). Eu sei o quão bons arremessadores eles eram, mas saber que meu filho vai deixar o jogo sendo o melhor… Ele já é o melhor arremessador que já jogou, e agora tem o recorde, é inacreditável.”

Tanto Allen como Miller, citado por Dell, estão na história da NBA como dois dos melhores chutadores de todos os tempos. Ambos estavam no Madison Square Garden participando de uma transmissão ao vivo do jogo da NBA. Antes do jogo, o trio trocou abraços e palavras, em que comentaram sobre o feito que seria inevitável de acontecer.

Aos 33 anos, Curry está trilhando um caminho para levar seu 3º troféu de MVP (Jogador Mais Valioso) da NBA para casa. Ele converteu bolas de três pontos por 152 jogos consecutivos, uma marca que começou no dia 1º de dezembro de 2018. O recorde é de 157 partidas e é dele mesmo, de 13 de novembro de 2014 a 3 de novembro de 2016. A façanha se torna ainda mais épica se levar em conta o fato de que Stephen Curry precisou de 511 jogos a menor que Ray Allen. O número ainda pode aumentar muito.